"Partout je vais je trouve un poèt a été là avant moi."(S.Freud)

fevereiro 18, 2010

Trago de Dor


Trago em mim

as dores de viver.

todas elas

mesmo não suportando,

as carrego.

Melhor carregar o fardo

a me deixar oprimir.

Seguir,

mesmo que arrastando,

em vielas,

habitar na penumbra.

do abandono, do descaso.

Vil existência dos covardes

que gemem.

Em mim,

todas as mazelas,

todas as feridas

todos os erros

passiveis de pena,

passiveis de punição

passíveis de apreensão.

Trago a alma ferida,

coberta de pustula

gangrenada

pelo amor que viví.

Pago a pena

por respirar

a cada amanhecer,

mesmo vazio de sol.


kryss.

MyFreeCopyright.com Registered & Protected

2 comentários:

Administrador do site disse...

A profundidade dos seus textos, revelam uma solidão profunda, um lugar indizível onde as palavras são tudo o que nos resta, por vezes, a única razão para acreditar no próximo amanhecer...

Parabéns e obrigada por escrever...!

kryss fourakis disse...

Amei seu comentario, palavras de um poeta que adocicaram meu dia.
Bjks